All in empreendedorismo

Empreendedorismo Positivo: uma nova forma de pensar (e viver) a vida pessoal e profissional

Quando tive meu primeiro contato com o empreendedorismo, lá na década de 90, lembro de ter lido em um livro que os empregos em algum momento acabariam.

 

Na época, tal informação me surpreendeu: afinal, como seria isso? Ficava imaginando um futuro inspirado no desenho dos Jetsons, com carros voadores, robôs e todo aquele aparato tecnológico.

 

Embora não tenhamos chegado a tanto, hoje é possível perceber que muita coisa já mudou. Tiago Mattos, autor do livro “Vai lá e faz”, reitera a informação quando afirma que “não vivemos uma Era de mudanças, mas uma mudança de Era”.

Você é uma fraude?

Esse promete ser sem dúvida, O ANO DAS FRAUDES e eu não estou falando isso por causa do ano eleitoral não, estou falando do empreendedorismo de uma forma geral.

 

Sabe essa história de um monte de gente tentando mudar o mundo e a vida das pessoas, ainda que seja o seu próprio mundo e a vida das pessoas que moram de baixo de um teto só? Pois bem, tudo indica que esse ano teremos mais pessoas atingindo esse objetivo.

 

Se tem uma coisa que eu quero te pedir é que você que já está nesse jogo, NÃO PARE.

 

Quanto mais pessoas acreditando que é possível dar certo no mercado digital, mais exemplos nós teremos.

 

Entenda: que você é parte importante nessa mudança silenciosa chamada empreendedorismo.

 

3 dicas para ser consistente e ter mais sucesso

Consistência é uma palavra bonita para expressar o processo das nossas atitudes que se transformam em hábitos.

 

É extremamente importante ser consistente para obter sucesso em algo, mas também é verdade que temos consistência em diversas coisas que, a longo prazo, trazem sérios danos ou consequências.

 

Há algumas semanas, conversei com minha lista de transmissão no Whatsapp sobre o poder da Consistência – uma palavra não tão “sexy” de praticar – mas extremamente fundamental para o sucesso.

O empreendedorismo digital é para você?

Você está interessado em criar um curso online, construir um negócio digital sólido, sustentável e de sucesso. E nesse exato momento pode estar em dois pontos diferentes do caminho.

 

Se está iludido com a fantasia de atingir o mundo todo em segundos e fazer milhões da noite para o dia, fique comigo até o final do texto. Você vai descobrir que não é bem assim e entender se está ou não no melhor mercado para você.

 

Se já viu que a realidade não é bem essa e está na dúvida sobre ter a disposição e os requisitos necessários para fazer isso dar certo, continue comigo também, para encontrar essa resposta. 😉

 

Responda as perguntas a seguir, e descubra ao final do texto se o empreendedorismo digital é para você!

Empreendedorismo Digital: você veio para FICAR?

Constantemente escuto que o mercado do empreendedorismo digital no Brasil está saturado.

 

E isso não é verdade!

 

Tem muita gente explorando esse novo mundo? Sim!

 

Tem muita gente explorando esse novo mundo, empenhado para entregar o máximo de qualidade, resultado e transformação para seu cliente – e disposto a pagar o preço que isso exige?

 

Bom, você provavelmente já sabe qual é a minha resposta... (se não sabe, a resposta é NÃO).

 

Mas então porque temos essa constante impressão de que todo mundo está entrando para o empreendedorismo digital?

4 erros FATAIS dos Empreendedores Digitais

Que errar é humano e que todo mundo erra, você definitivamente já sabe. Mas e se tivesse como evitar certos erros? Você escolheria errar ainda assim?

 

Eu realmente espero que a resposta seja NÃO. Pois além de indicar que você está realmente comprometido com o sucesso seu e do seu negócio, essa resposta te colocaria no exato lugar em que deveria estar hoje: aqui comigo, lendo esse texto! =)

 

Vou te contar os quatro principais erros que empreendedores digitais cometem e que são grandes responsáveis por colocar um prazo de validade na empresa deles.

Você sabe vender, quando não está vendendo?

Você está com seu curso online pronto. Criou uma lista, consolidou audiência, já leu mais materiais sobre venda do que consegue se lembrar – e finalmente se sente preparado para entrar no “jogo” e começar a vender.

 

Afinal de contas, já tem tudo o que precisa, certo?

 

Errado.

 

Não, não sou nenhuma maluca que deseja contrariar a ordem natural das coisas no mundo dos negócios, onde o processo de venda, desde sempre, é formado pelo cálculo produto + cliente = venda.

 

Mas se você considera que é SÓ isso, provavelmente deixará de ganhar muitos clientes no caminho.

Como atrair mais clientes online?

E que tal se eu te contar como NÃO atrair clientes?

 

Atrair ou reter clientes não é necessariamente uma das missões mais fáceis do empreendedorismo, entretanto, existem alguns passos fundamentais, que você deve ficar atento e empregar dentro do seu negócio para ter sucesso nessa parte. E vou te contar quais são logo mais.

 

No momento, quero te alertar sobre coisas que você NÃO deve fazer, se está buscando captar mais leads e o desejado cliente ideal (aquele que compra seu produto).

 

Mas Priscila, como isso está relacionado com coaching, mentoria ou mesmo com a produção de cursos online?

Você tem baixas expectativas com seu negócio?

"O Brasil está em crise." "As pessoas não compram." "Não dá pra competir com fulano; ele tem mais talento, expertise, experiência." "Não tenho dinheiro para investir adequadamente." "Não tenho ajuda de ninguém." "Tem gente precisando mais do que eu..."

Reconhece alguma das frases acima? 

É bem provável que você já tenha utilizado ou ouvido algumas delas (e similares) como argumento para o que não dá certo, e até mesmo para nem se colocar em ação. Parece mais fácil dessa maneira. 

Mas não é. Especialmente em longo prazo.

Você está empoderando seus clientes para que eles sejam embaixadores da sua marca?

Em 15 de Março de 1962, John Kennedy disse que o consumidor é aquele que tem, entre outros direitos, o direito a escolha. Anos mais tarde, essa mesma fala e data inspirou a criação do dia do consumidor.

Mas será que há, de fato, motivos para celebrar – ou ao menos levar em consideração – o dia do consumidor?

Empreendedores de sucesso podem ser considerados heróis modernos. Sobrevivem a crises, reinventam, inovam, diversificam e buscam, literalmente, transformar o sonho de seus clientes em realidade.

Haters: como lidar com eles?

“Haters gonna hate” – já dizia a banda 3LW lá em 2001.

 

(Nota: caso você esteja se perguntando quem no mundo 3LW são ou foram, só posso responder dizendo: coisas que caem na Internet ficam para sempre – é incrível o que podemos encontrar nela rsrs).

 

Se você está construindo seu negócio digital, com certeza já observou a existência de pessoas bem particulares nesse universo.

 

Seres que ao invés de buscarem transformar o mundo a sua volta em um lugar melhor, dedicam seu tempo a perturbar e incomodar todos os outros mortais que estão ocupados demais com suas próprias vidas.

 

Exatamente. Estou falando dos famosos (mas não queridos) haters! Se você ainda não lidou com eles, saiba que eventualmente eles vão aparecer, tão certo quanto o sol vem pela manhã. Haters são reais e fazem parte.

3 dicas para montar seu conteúdo gratuito

Muitos empreendedores digitais pecam na hora de criar seus conteúdos gratuitos — alguns por entregar muito e solucionar completamente a dor de seus potenciais clientes e outros por entregar pouco demais, achando que conteúdo gratuito não precisa de qualidade.

A verdade é que existem duas regras básicas que regem a criação de conteúdos gratuitos:

  • Entregue uma solução à sua audiência. Ou seja, tenha a ética de entregar ao menos o que sua headline promete de forma eficaz e prática. Sua audiência é inteligente e tratá-la de acordo é imprescindível — a conhecida “encheção de linguiça” está funcionando cada vez menos com o consumidor digital.

Dica para definir o nome do seu produto digital

O que é mais familiar: lã de aço ou Bombril?

Não encare essas informações que você vai ver aqui como um documento, e sim como um bate-papo. É claro que existem muitas dicas para você encontrar o nome ideal para seu produto ou serviço, mas existe uma única dica que pode facilitar muito esse processo.

Então antes de ver essa dica estratégica é importante que se questione a respeito de alguns aspectos relacionados ao mundo do marketing.

Vamos começar com uma pergunta:

- O que é mais familiar para você, lã de aço ou Bombril?

Não precisa ser adivinha para saber sua resposta. A marca Bombril já está tão estabelecida e solidificada no mercado que é mais fácil as pessoas relacionarem a marca ao produto do que ao contrário.

O erro em fazer suposições

Suposições... Algo que todos nós fazemos em alguma altura do campeonato - seja na vida pessoal ou profissional.

Em um dia, quantas vezes “achamos” algo? Eu sei que no meu caso, pelo menos, ao responder essa pergunta honestamente, não impressionaria positivamente.

Já falei com você sobre a importância de conhecer seu público alvo e seu cliente ideal. Algo que só conseguimos através de pesquisas – e não através de supor isso ou aquilo.

Mas o fato é que pesquisar, é um hábito indispensável durante toda a vida útil de um negócio.

É possível ter sucesso com uma lista pequena?

Você precisa entrar em ação.

Eu já te falei isso – inúmeras vezes – e provavelmente você já escutou isso outros zilhões de vezes, das mais variadas pessoas possíveis.

Acredite, entrar em ação não é algo que fazemos uma única vez dentro do empreendedorismo digital, e é necessário uma auto-observação constante da sua conduta e objetivos, para não deixar seus negócios caírem em uma procrastinação inconsciente.

Um exemplo excelente disso é quando tratamos sobre lançamentos.

Conteúdo é mesmo rei?

Não. Conteúdo não é rei.

Até porque, um negócio digital está longe de ser algo que possa ser comparado a uma monarquia. Ter um negócio digital de sucesso requer muito mais do que dar atenção e foco em um ponto considerado importante – ou rei – e deixar os demais pontos ao acaso.

Um empreendimento sustentável começa a acontecer quando encontramos o equilíbrio em evidenciar, priorizar e executar tudo aquilo que é necessário, seja para o próprio negócio em si, seja para o público que atendemos.

É aceitavel usar manipulação nas vendas?

Começar um negócio próprio implica em, eventualmente, conhecer e se tornar apto a desempenhar uma porção de funções que você, talvez, nunca tenha se imaginado desempenhando.

E arrisco a dizer que, quando se trata de um negócio digital, a intensidade e a quantidade dessas funções que aparecem para desenvolvermos, se tornam ainda maiores.

Escritor, diretor, editor, programador, social media, contador, administrador, economista, consultor, vendedor, professor e diversos outros papéis, além é claro, do especialista naquilo que você realmente é, são apenas alguns dos papéis que aprendemos a gerir, especialmente, quando estamos começando.

Quais seus objetivos e metas para o próximo ano?

Você percebe que está se tornando um empreendedor de sucesso, quando não só se coloca em ação e os negócios caminham – mas também, quando as transformações, especialmente as positivas alcançam sua vida pessoal.

Isso mesmo!

(E que fique claro, que não estou falando exatamente de dinheiro ou enriquecimento, nesse momento. Claro que a parte financeira é importante e necessária, entretanto, como já falei em outras oportunidades, o dinheiro é uma consequência do sucesso, e não o próprio sucesso em si).

Quer um curso de sucesso? Siga um processo!

Ter seu próprio negócio, fazer os próprios horários, ter mais tempo para estar com a família e desenvolver outros tipos de atividades e interesses que normalmente não temos possibilidade quando somos subordinados a uma empresa ou instituição, são alguns dos motivos que levam as pessoas a empreender, especialmente digitalmente.

Mas nada disso acontece em um passe de mágica. Independente de suas motivações, incluindo o retorno financeiro que é muito importante, é preciso ter em mente a necessidade de agir com estratégia em todos os momentos desde a criação até a implementação de seu curso, para que você possa obter não só sucesso, mas um sucesso sustentável e escalável.