4 Coisas que você precisa saber sobre alunos adultos

Você se lembra daqueles dias que passou numa sala de aula ouvindo um professor tagarelar sobre sua área de especialização por horas a fio enquanto você estava sentado com a cabeça sobre a carteira tentando manter a saliva na boca e os olhos (semi)abertos? Pois é, esses dias felizmente devem estar (e continuar) no seu passado.

 

As teorias de aprendizagem que ditaram nossas experiências escolares não funcionam para adultos.

 

Malcolm Knowles escreveu um livro clássico e que marcou o estudo da educação de adultos (chamado The Adult Learner), no qual propõe conceitos chave que são fundamentais entender caso queira criar seus próprios cursos e programas on-line. Esses conceitos também ajudarão a entender melhor o seu público e, consequentemente, a criar cursos e materiais melhores.

 

1. Adultos são auto direcionados

Ao contrário das crianças, que dependem de seus professores para determinar o caminho apropriado para a aprendizagem, adultos são auto direcionados. Nós gostamos de decidir e escolher quem, o quê, quando, onde, o por quê, e como serão nossas experiências de aprendizagem. Adultos querem ser respeitados como parte do processo e não serem comandados sem envolvimento no processo de tomada de decisão. Nós gostamos de opções quando se trata de nossos esforços educacionais.

 

Dica para a aplicação prática: Ao criar seu curso ou programa, considere envolver alguns alunos ideais no seu processo de criação. Envie uma enquete ou estabeleça um grupo de foco para obter informações que irão ajudá-lo(a) a projetar um curso que vai mais atender às necessidades dos seus alunos.

 

Isso é crítico, porque muitas vezes o que pensamos que nosso público-alvo quer aprender não é o que eles precisam aprender (e vice-versa). Além disso, teste seus materiais com alunos reais. Pegue o máximo de informação possível a partir do feedback deles para determinar se as mudanças precisam ser feitas no seu material ou método de entrega.

 

2. Adultos têm experiências únicas

Porque não há duas pessoas iguais ou com a mesma vida, todos nós oferecemos algo diferente para a experiência de aprendizagem conjunta.

 

Ao contrário das crianças, trazemos anos de experiências (pessoais e profissionais) conosco e essas experiências influenciam nossas realidades atuais. Todos analisamos e processamos informações de forma um pouco diferente e isso deve ser considerado durante a criação e implementação de iniciativas de treinamento.

 

Dica para a aplicação prática: Se está oferecendo um programa de grupo, considere integrar seus alunos no processo de ensino oferecendo oportunidades para compartilharem suas experiências e conhecimentos.


Ao permitir a interação, e ao construir um senso de comunidade, você demonstra que respeita a individualidade e o “background” de cada um. Isso fará com que sua comunidade seja mais rica, profunda, e aumente o nível de performance e aprendizagem de todos.

3. Adultos aprendem melhor à medida que assumem novos papéis

Ao contrário de crianças, que são verdadeiras esponjas, mas gostam e acabam aprendendo muitas coisas sem profundidade, adultos são seletivos com o que aprendem. Nós gostamos de controlar o que vamos aprender, quando, como, e por quê. E neste processo, quando decidimos aprender algo, gostamos de estudar aquilo profundamente. 

 

Dica para a aplicação prática: É imprescindível executar uma análise adequada e concentrar seu curso ou programa nas necessidades de seu público. Faça o que for preciso para entender completamente o que seu público-alvo está procurando antes de criar seu conteúdo. Estabeleça objetivos adequados e verifique se estão claros o suficiente antes de criar seus módulos ou lições. Inclua apenas informações necessárias, mas com conteúdo completo, para que sua audiência tenha maiores chances de sucesso com seu curso.

 

4. Adultos buscam novas soluções para seus problemas e querem respostas imediatas

Além da mudança de papéis ou fase, adultos muitas vezes procuram cursos e programas quando querem resolver um problema. Eles estão à procura de respostas que irão preencher um vazio e eliminar um problema atual.

 

Como adultos, temos grandes demandas no nosso tempo, que é limitado. E por isso, pouquíssimos adultos embarcam num processo de aprendizado novo por puro prazer, ou para o caso de saberem resolver um problema que tem a chance de acontecer no futuro. Na grande maioria das vezes, buscamos aprendizado de algo que já reconhecemos precisar e queremos aplicá-lo imediatamente.

 

Dica para a aplicação prática: Concentre seu conteúdo do curso na resolução de problemas atuais. Isso pode soar como um disco de LP riscado (ok, agora totalmente revelei minha idade), mas uma análise adequada é crucial para a criação de um curso de qualidade. 

 

Envolva seu público-alvo no processo de determinar metas e objetivos e não se esqueça de incluir apenas informação com um contexto adequado que efetivamente resolva tal problema atual. Qualquer outra coisa será sobrecarga. Também crie oportunidades para a prática e forneça todas as ferramentas das quais seus alunos necessitam para serem bem sucedidos.

 

 

Então, lembre-se:

 

Cursos e programas direcionados ao público adulto que consideram esses quatro fatos básicos tendem a ser mais benéficos, pois encorajam mais efetivamente o processo de aprendizagem e desenvolvimento de novas habilidades, e aumentam a retenção e elevam os níveis de sucesso dos participantes. O que é bom para eles, e melhor ainda para seus negócios.

 

Priscila!