Os conselhos mais intrigantes que já recebi sobre a vida: fique indiferente e não seja você

Os conselhos mais intrigantes que já recebi sobre a vida: fique indiferente e não seja você

Você já pensou nos conselhos mais intrigantes que recebeu sobre a vida por pais, amigos, professores e outras pessoas próximas a você? Já pensou o que fez com esses conselhos, e onde eles te levaram?

 

Esses aí dos títulos foram os meus, mesmo que não diretamente. E acredito que sejam o da maioria das pessoas, infelizmente.

 

Pense em vivências diferentes que você teve na sua vida e sua cultura até hoje, eles devem devem ser experimentados.

 

Fazer uma visita à um asilo ou algum abrigo, à um hospital com pessoas em fase terminal, viver por 6 meses num local com cultura diferente da sua, pode ser em outro estado ou na casa de uma família desconhecida, realizar trabalho voluntário.

 

Durante toda nossa vida somos criados para escolher o melhor, para profissão, relacionamento, moradia, religião, crenças e tudo precisa ser o melhor para nós, claro, que sob a ótica de quem nos cria e nos educa.

 

Pais, irmãos, tios, avós, primos e professores são os que exercem as maiores influências sobre nossas vidas, sobre a nossa formação e sobre as nossas decisões.

 

“Mas Mário, eu não sou influenciável!””
Conversa... Todos somos até um certo ponto, alguns mais e alguns menos, mas não vamos discutir sobre isto aqui.

 

Existe uma frase de Marx que diz “o ser humano é produto do meio”. Verdade, ele é fruto do meio onde é criado, mas isso não é condição final, o ser pode mudar.

 

Imagine uma criança que nasceu em meio à uma, família de artistas, a tendência natural é que ela siga as artes, uma criança que nasceu em meio à esportistas, é normal que ela pratique esportes e assim por diante, mas o fato é que naturalmente somos acomodados e adestrados a não pensar, a não nos tornarmos seres críticos, você dúvida ou discorda disto?

 

Pare e pense por alguns segundos a respeito…

 

Quantas vezes seus pais te deram mesada ou então alguma vez em que você pediu um dinheirinho para alguma coisa, eles te deram, e quantas vezes eles disseram que dariam se você realizasse uma tarefa, ou pararam para te falar da importância de se trabalhar para conquistar o dinheiro?

 

Quando seus pais te deram aquele dinheirinho sem nada em troca, estavam ensinando que é fácil ganhar dinheiro, que não é preciso trabalhar para conseguir e por isso não é preciso valorizar o dinheiro, basta ver a quantidade de pessoas endividadas, por cartão de créditos, financiamentos entre outros tipos de rolos financeiros.

 

Não é à toa que cerca de 8% da população mundial comanda os outros 92%,.93% de toda riqueza está com 8% da população enquanto apenas 7% está com a maior parte parte da população.

BRASIL_Pinterest_3 (9).jpg

Quantas vezes você foi levado à se questionar por um professor, e quantas vezes esse professor te deu todo o conhecimento mastigado, pronto, sem que você precisasse refletir, raciocinar, mais do que adquirir conhecimento, desenvolver a sabedoria?

 

Quantas vezes os professores realmente te inspiraram a aprender física, matemática, geografia entre outras tantas disciplinas, durante toda sua vida?

 

A verdade é que poucos professores fizeram isso, te despertaram a curiosidade por determinados assuntos, temas ou matérias, mas quando isso foi feito, te causou um desconforto fazendo com que você fosse buscar algum tipo de informação sobre aqueles assuntos, e quanto mais você buscou mais interessante se tornou,  bem diferente daquela aulas onde o professor passa a matéria no quadro e ponto, sabe o motivo?

 

Você construiu seu repertório de conhecimento, pegou seu conhecimento e construiu a sabedoria, participou de forma ativa e isso não tem preço, mas o normal é que recebamos tudo de forma mais fácil e tudo que vem fácil não valorizamos, isso é um fato.

 

Com esse treinamento durante toda a nossa vida e sem percebermos, acabamos fazendo muitas coisas que não queremos, já parou e pensou quantas coisas já fez sem querer?

 

Quantas vezes falhou em algo mais de uma vez e ainda continua a falhar à vezes?

 

Casou com alguém com quem não queria, comeu ou saiu onde não queria ir, encontrou com pessoas das quais quer distância, fez uma faculdade que não era o seu sonho, muitas vezes você nem tinha o sonho de fazer uma faculdade, seu sonho era ser palhaço para fazer as pessoas rirem, ou seu sonho era ser motorista para poder viajar o mundo, ou sei lá qual era o seu sonho!

 

Sabe o que é mais interessante? Você que leu até aqui deve estar ai pensando, o Mario está viajando, mas olha que coisa mais interessante ainda que vem a seguir.

 

Se você quer comprar um carro você faz diversos testes drives em modelos de carros diferentes de diversos fabricantes, aborda usuários donos deste carro na rua para saber o que eles acham, pesquisa em revistas especializadas, entra no site do INMETRO entre outras fontes de informação.

 

Se vai comprar um imóvel, você pesquisa tudo, negocia, procura saber com os vizinhos se é um bom local e como é a região, se custa caro viver ali, se tem violência, como é o transporte, comércio, escolas, lazer. 

 

Mas para a vida, de um modo geral, provavelmente não faz isso tudo, muitas vezes nem observa. 

 

O mais absurdo é que são decisões da sua vida, que provavelmente serão para sempre, estejam boas ou não, decisões que não quis tomar, ou quis tomar de forma diferente, mas não fez!

 

Dizem que não é preciso viver algo ou experimentar algo para saber como é, voltando ao início do texto, a vivência traz reflexão e a reflexão leva a mudanças e escolhas conscientes e críticas.

 

Somente vivenciando uma experiência você saberá as dores, dificuldades, adversidades que uma pessoa tem para realizar algo, somente vivendo algo diferente e novo para você, poderá além de observar, criar o novo em sua mente, e tudo que há em nossa mente podemos dar forma real!

 

Você está vivendo hoje a vida que realmente desejou um dia ou que planejou para você? Reflita sobre isso.

 

E saia do piloto automático!

 

Tenha ATITUDE de pensar, de escolher e de começar a viver muito melhor com isso ;) 



Sobre assumir compromissos maiores que nossos próprios limites

Sobre assumir compromissos maiores que nossos próprios limites

Como organizar sua vida: 10 mentiras que te contaram sobre organização e você acreditou

Como organizar sua vida: 10 mentiras que te contaram sobre organização e você acreditou