Desmitificando lançamentos: Calculando ROI

Você precisa de dinheiro para fazer mais dinheiro. Nenhuma planta nasce sem semente, e da mesma forma riqueza não se constrói sem investimentos.

 

Como empreendedor é importante ter isso em mente, para não cair no conto de vários cursos ou info-produtos que existem por aí, dizendo que você vai construir um negócio milionário sem utilizar dinheiro algum (até porque, seja qual for o produto que eles te ofereçam, você vai precisar desembolsar alguma quantia para adquirir, e isso já é um investimento inicial, certo?!).

 

Lidar com o controle financeiro, com números e métricas é quase sempre a primeira coisa que delegamos em nosso negócio, seja a um contador ou outra pessoa especializada.


Porém, existe um número que, durante toda sua carreira como empreendedor digital, você precisa acompanhar bem de perto. Estou falando sobre o ROI (Return on Investment), ou Retorno sobre Investimento em português.

Se você já ouviu várias vezes falar sobre ele, mas está protelando para conhecê-lo ou entende-lo, saiba que o ROI é uma parte crucial dos negócios, e que sem a lógica dele, a sustentabilidade de qualquer marca e a prosperidade financeira de seu proprietário correm um sério risco de estacionar.

 

No vídeo abaixo eu te explico exatamente o que ele representa e como calcula-lo da maneira correta!

Recapitulando

Para obter o ROI de um lançamento onde o investimento (que é o custo = C) foi de 10 mil reais que geraram 50 mil reais de vendas (que é o ganho = G), será usado a seguinte fórmula:

ROI = (G – C) / C.

Sendo assim, com os números acima, teremos: (50.000 – 10.000) / 10.000 = 40.000/10.000 = 4 . Logo, teremos um retorno de 4 vezes sobre o investimento aplicado, ou ainda, um ROI de 400% (4x100).

 

Quando utilizar o ROI?

O bacana do ROI é que ele pode ser aplicado separadamente dentro de áreas específicas do seu empreendimento, para avaliar se uma determinada estratégia está sendo lucrativa e se deve ser mantida ou alterada. Confira abaixo dois momentos distintos onde é possível calcular o ROI, além do período de lançamentos.

 

ROI no E-mail Marketing

Aqui você considera como Investimento os custos com plataforma de envio, automação, criação de conteúdo, criação e manutenção de landing pages para captura de leads, criação de imagens, mão de obra relativa ao envio ou atendimento ao cliente, entre outros.

 

É importante fazer esse cálculo para entender quanto a sua lista te custa mensalmente ou ainda - em épocas de campanhas - para saber quanto das suas conversões vieram da lista, e como você pode modificar suas estratégias de comunicação, para potencializar o poder de conversão do e-mail em uma próxima campanha, se for o caso.

 

ROI no Facebook

Vale lembrar que o próprio Facebook disponibiliza dentro da página de seu negócio (na aba Informações) os detalhes e ‘resultados’ de suas publicações e anúncios e os números e ações obtidas organicamente ou em campanhas pagas.

 

Entretanto, o Facebook apenas calcula baseado na quantidade que você pagou diretamente a ele, dentro das campanhas, e ignora os custos com criação de banners, criação e manutenção de landing pages (quando utilizadas), criação de conteúdo e mão de obra como social medias ou agências especializadas.

 

Por isso é interessante que você faça seu próprio cálculo de ROI do Facebook, para entender qual o retorno que o ele traz para seu empreendimento, e avaliar se vale a pena investir mais ou menos nesse meio, ou então modificar estratégias que não trazem o retorno pretendido.

 

ROI em Lançamentos

Nesse caso é importante ficar atento a um detalhe: todo e qualquer gasto que você tiver com seu empreendimento digital - incluindo seu próprio tempo, se ele puder ser precificado – deve ser considerado um investimento.

 

“Mas Priscila, e aquele cafezinho que eu servi para o pessoal que veio filmar meus vídeos de lançamento, também deve ser incluído?”

 

Se ele foi comprado com o dinheiro da empresa, então sim, deve! Tudo que for utilizado para viabilizar seu empreendimento e que possui um valor monetário, deve ser incluído no momento de calcular esse ROI, especificamente.

 

Fique atento! Independente do tipo de ROI que quiser calcular, a fórmula será sempre a mesma que indiquei no vídeo ou no texto, abaixo dele!

 

Controle Financeiro

Entende agora a importância de estar consciente das entradas e saídas do seu negócio, e como elas devem ser equilibradas?

 

Do contrário, você pode passar meses ou anos, trabalhando arduamente sem obter um retorno ou transformação financeira, pois, gastou demais com coisas desnecessárias ou utilizou estratégias inadequadas e ao invés de gerar lucros e riquezas, você apenas está mantendo em pé sua marca, sem ir para frente ou para trás... Literalmente chovendo no molhado.

 

Mantenha as finanças organizadas! Utilize um livro caixa ou planilhas específicas para ter consciência de todo o dinheiro que entra e sai, além de possuir a mão, valores corretos e atualizados sempre que for necessário calcular o ROI ou qualquer outra medida importante para a saúde do seu bolso.

 

Se números não são muito a sua praia, você não está sozinho! Mas lembre-se que trabalhar com aquilo que nos dá prazer não necessariamente significa fazer somente o que gostamos, então fique ligado nos números e nas métricas do seu negócio para que você se certifique de que está no caminho certo rumo a prosperidade que deseja e para a qual está trabalhando.

 

Uma boa maneira de começar a entender e priorizar o aspecto financeiro de seu empreendimento é se informar sobre essas questões.

 

O SEBRAE oferece um curso online e gratuito para proprietários de negócios de pequeno porte, que pode te auxiliar a iniciar na lida dessa parte com mais segurança e propriedade.

 

O curso tem um foco inicial em vendas físicas no varejo, mas entrega conteúdos que são essenciais na administração financeira de qualquer negócio, e portanto, pode ser um bom ponto de partida.



Ficou com alguma dúvida? Compartilhe comigo nos comentários que terei prazer em responder! Espero que depois de hoje o ROI não seja mais um bicho de sete cabeças para você.

 

Não esqueça de compartilhar esse artigo com aquele colega empreendedor que também pode tirar proveito dessas informações!

 

Excelente semana, 

Priscila.