4 erros FATAIS dos Empreendedores Digitais

4 erros FATAIS dos Empreendedores Digitais

Que errar é humano e que todo mundo erra, você definitivamente já sabe. Mas e se tivesse como evitar certos erros? Você escolheria errar ainda assim?

 

Eu realmente espero que a resposta seja NÃO. Pois além de indicar que você está realmente comprometido com o sucesso seu e do seu negócio, essa resposta te colocaria no exato lugar em que deveria estar hoje: aqui comigo, lendo esse texto! =)

 

Vou te contar os quatro principais erros que empreendedores digitais cometem e que são grandes responsáveis por colocar um prazo de validade na empresa deles.

 

1.     Não validar sua ideia de negócio

2.     Investir nos cursos e programas errados

3.     Aprender de mais, implementar de menos

4.     Explorar um mercado apenas porque está em alta (ou por aparentar ser mais fácil)

 

O erro é uma oportunidade excelente de aprendizado e crescimento. Mas se você entrou nessa para ganhar, precisa estar consciente do tipo de erro “está tudo bem cometer” e do erro “saia dessa roubada agora”.

 

Os erros que vou te apresentar hoje se encaixam justamente na segunda categoria, são fatais, ainda que você demore para constatar isso.

 

E demorar para constatar isso os torna ainda mais fatais, pois te consomem inúmeros recursos, incluindo o TEMPO, recurso mais precioso dessa vida, em todos os aspectos.

 

Sem mais delongas, vamos ao primeiro e mais comum deles:

 

Não validar sua ideia de negócio

 

Sabe aquele momento em que você tem uma ideia brilhante, digna de acender uma lâmpada acima da sua cabeça, no melhor estilo dos desenhos animados? Geralmente essa mesma ideia vem acompanhada de um grande entusiasmo e uma voz que diz “É isso! É isso”.

 

Bom, a verdade nua e crua é que, apesar de toda essa perspectiva brilhante que você enxerga, essa combinação toda não passa de apenas uma ideia.

 

Uma que por um tempo, será genial para uma pessoa: você.

 

E a menos que você esteja seriamente comprometido em desempenhar o papel de ser seu próprio cliente, investir tempo, esforço e dinheiro, simplesmente por ACHAR que essa ideia se transformará em um negócio fantástico e rentável é uma tremenda roubada.

 

Aqui vai um conselho batido e útil: não queira reinventar a roda. Ela já está aqui, sendo muito e bem utilizada. 😉

 

Falei isso outras vezes aqui no blog, mas volto a repetir. Você precisa validar sua ideia de negócio (e obviamente, sua ideia de curso – é seu produto que fará tudo girar financeiramente!).

 

Pesquise, pergunte, implemente versões betas e protótipos. Teste, teste muito, e tenha a certeza de que estará oferecendo algo que o seu cliente ideal realmente quer e precisa. Querer + Precisar é a combinação que você deve buscar, para ter um curso e empreendimento sustentável, certo?

 

Investir nos cursos e programas errados

 

Já reparou que os cursos e treinamentos online que estão entre os mais populares no Brasil, são justamente aqueles voltados para o próprio empreendedor digital?

 

Claro que existem exceções nessa “lista”, entretanto, de modo geral, o empreendedor digital tem naturalmente um perfil suscetível a investir em conhecimento.

 

O problema é que se você investe em algo que não é para você, o tal investimento passa a ser somente gasto.

 

Ou o que pode ser pior ainda: investir e implementar algo que não está de acordo com o seu modelo de negócio ou com aquilo que seu cliente ideal precisa e espera, se transforma em um tremendo desperdício de recurso, que pode literalmente custar a vida do seu negócio.

 

Quantas vezes você gastou com cursos que nunca chegou a fazer? Ou colocou em prática aprendizados que não te deram absolutamente nenhum retorno (não porque não funcionem, e sim, pois simplesmente, não era algo que se adequava a seu modo de agir, pensar ou entregar para o seu cliente)?

 

Se você se identificou com essa situação, sinto muito, de verdade. Sei como é frustrante. Se não se identificou, fique atento, essa é uma armadilha extremamente comum, em que nós mesmos costumamos nos colocar.

 

A solução aqui é simples: cautela e planejamento.

 

Tenha cautela antes de se comprometer com produtos ‘intelectuais’, e faça um bom planejamento de metas, objetivos e ações, a curto, médio e longo prazo para seu negócio.

 

Saber para onde está indo, torna mais fácil identificar programas que realmente te auxiliarão a chegar no próximo passo e te guiar exatamente para o lugar onde precisa.

 

Aprender de mais, implementar de menos

 

Esse erro é o contraponto do anterior. Você é pontual com seus planejamentos, sabe exatamente onde investir recursos para aprender, crescer. Então investe e aprende, aprende, aprende, aprende...

 

E é isso. Só aprende. Não implementa nada. Não testa, não coloca em prática e definitivamente não avalia se aprendeu o necessário.

 

Em outras palavras, nunca colhe resultado algum. Não vive a transformação que te motivou a empreender digitalmente num primeiro momento.


Spoiler Alert: Planejamento + Investimento, sem execução é igual a zero no mundo dos negócios.

Fique atento para não comprar cursos demais, fazer muitas pesquisas e nunca implementar nada. Uma boa forma de se esquivar disso é o comprometimento, mesmo que pessoal, de apenas partir para um próximo ciclo de aprendizagem, seja comprando cursos, programas ou mentorias, quando tiver finalizado o anterior e ter clareza e projeção da implementação, execução e consequentemente, dos resultados dessa ação.

 

Explorar um mercado apenas porque está em alta

 

Ah! o ser humano e sua pressa em fazer grandes quantidades de dinheiro.

 

Iniciar um negócio apenas porque o mercado naquele momento está dizendo que algo está no topo dos desejos de nossos consumidores, não só é um erro gravíssimo, mas também uma atitude que te impedirá cada vez mais de chegar onde deseja - de maneira sustentável e escalável.

 

Um negócio próprio, apesar de ser maravilhoso e proporcionar muitas coisas importantes, não pode ser alicerçado apenas na ideia de que se está vendendo, então será uma oportunidade tremenda.

 

Junto com os benefícios de empreender, também vem o alto investimento de tempo e esforço para fazer tudo rodar.

 

Por isso mesmo, que se basear na moda para guiar os próximos passos de criação da sua empresa e produto, é uma roubada. Quando chegar o momento de exercer papéis que não te agradem, você ficará sobrecarregado além da conta.

 

E então, adeus aquela história de felicidade e liberdade profissional.

 

Além de tudo, moda passa. E com ela se vão os negócios de modismos. E quando isso acontecer? Que novo negócio você irá “inventar” para custear sua vida e seus sonhos?

 

Tenha os pés no chão e saiba que, mesmo que sua área ou nicho não esteja em evidência no momento, uma vez que tenha validado sua ideia, caberá a você, abrir ainda mais espaço e caminho no mercado e instaurar pouco a pouco seus processos de venda, gestão e comunicação (não necessariamente nessa ordem) e fazer as coisas acontecerem!

 

Recapitulando

 

Para permanecer distante dos 4 principais erros de empreendedores digitais, responsáveis por levar muitos negócios à estaca zero:

 

1.     Faça pesquisas, testes, protótipos (tanto do seu curso, quanto do seu modelo de negócio). Experimente, antes de realizar grandes investimentos.

2.     Tenha clareza (cautela + planejamento) antes de investir em todos os programas, cursos, mentorias ou Masterminds que façam seus olhos brilharem.

3.     Quando investir nos itens citados acima, teste, implemente e transforme seu investimento em resultados.

4.     Não invista tempo e dinheiro criando um negócio baseando-se somente em modismos de mercado.

 

 

Algum desses erros ou situações já fez parte do seu histórico? Que tal compartilhar comigo mais sobre essa experiência? Me conte como foi isso para você, aqui nos comentários, quero saber!

 

Abraços,

Priscila



Empreendedorismo Digital: você veio para FICAR?

Empreendedorismo Digital: você veio para FICAR?

Mentores: Escolher um ou mais?

Mentores: Escolher um ou mais?