3 fundamentos essenciais para formar um time altamente motivado

3 fundamentos essenciais para formar um time altamente motivado

Trabalhei por 15 anos em RH de empresas grandes e um dos meus papéis era recrutar profissionais e formar times de alta performance.

 

Durante esse período uma coisa era certa, todo gestor queria muito acertar e colher a grata experiência de conviver e receber os frutos de ter um time de talento.

 

Posso te dizer que vi equipes se formarem e alcançarem níveis de excelência no que faziam, mas também vi gestores com dificuldades, dentre elas, a de lidar com profissionais desmotivados.

 

Quando começamos a falar sobre motivação é importante entender um elemento a respeito disso, estamos falando de uma porta que se abre de DENTRO para fora. Motivação é ter um motivo que leva, que impulsiona a ação, um motivo que leva um indivíduo a agir, a fazer acontecer.

 

E ter uma equipe motivada parte de dois princípios básicos: autoconhecimento e conhecimento. Autoconhecimento para entender o gestor somos - nossas fortalezas, mas também nossas oportunidades de desenvolvimento.

 

Baseado nisso, ter o conhecimento de COMO configurar uma equipe, focada no mesmo objetivo, com talentos e habilidades semelhantes, para gerar a conectividade mas também complementares, para nos suprir e nos fazer alcançar patamares ainda mais altos ou impensáveis.

 

Mas quais seriam os motivos que movem alguém? Por exemplo, você: O que te move? O que te faz acordar? O que te fazer realizar? O que te faz construir, ousar em um novo negócio, empreendimento, num lançamento de um novo produto?

 

Não é difícil descobrir e a vida nos dá sinais para percebê-los. Nossas motivações, diz Bernardinho em seu livro Transformando Suor em Ouro, estão baseadas em dois pilares: Necessidade e Paixão.

 

Ou seja, tudo que preciso, tudo que é necessário, eu corro atrás, eu faço acontecer, pois há uma necessidade em jogo, seja essa qual for, contas, responsabilidades, família. Mas também somos movidos pelas nossas paixões, pelo que acreditamos, pelo que sonhamos, pelo que desejamos alcançar.

 

Veja uma pessoa que não está feliz no seu trabalho, mas tem necessidade de trabalhar para cumprir com seus pagamentos- contas, responsabilidades, como manter sua família.

 

Todos os dias ela precisará se motivar, seja pensando no seu filho, em seu sorriso, na comida que ele tem em casa para suprir sua fome, na oportunidade de poder presenteá-lo, dar a ele uma vida digna.

 

E por essa necessidade ele então se dedica e corre atrás, faz acontecer. Esse motivo o move gerando uma ação e consequentemente, resultados. A necessidade gera obstinação.

 

Em outras vezes são nossas paixões em trabalhar com o que amamos, com o que acreditamos, oportunidades alinhadas aos nossos valores, oportunidade de trabalhar no que sempre sonhamos fazer, do que sempre quisemos viver e por isso se entregar, realizar e se dar mais. A paixão gera determinação.

 

Assim, se temos um desses dois elementos - paixão ou necessidade - temos o necessário para alcançar resultados e pessoas motivadas, movidas por obstinação e/ou determinação.

 

Conheça então os três fundamentos essenciais para formar um time altamente motivado.

priscila-hinkle-time-motivado.jpg

 

 

1.       Conheça a ti mesmo

 

A máxima de Sócrates, e este sabia bem o que dizia, vale e muito para nós.

 

TUDO começa de um ponto dentro de nós. Sua equipe é um reflexo seu, da sua liderança, direcionamento. Como havia dito acima, a motivação é uma porta que se abre de DENTRO para fora.

 

Então, como motivar, se não sabemos o que nos motiva? Sem saber quem somos? Quais nossos reais motivos?

 

Sem essa prévia, seremos somente obstinados ou determinados, sem um alicerce como uma folha ao vento, sem direção, deixando-se levar pelas circunstâncias ao redor e se apaixonando a cada esquina por objetivos antagônicos.

 

Liderar é inspirar outros a sonhar conosco nossos sonhos, é influenciar pessoas a fazerem o que fazemos, é sermos exemplos. Por isso o autoconhecimento é fundamental.

 

É importante saber, reconhecer seus talentos, suas fortalezes, o que você também tem de dificuldades e no que você não é tão bom assim. E assim, selecionar pessoas que serão seus complementos nesse processo.

 

A máxima de uma equipe altamente motivada estará na seleção das pessoas que vão formar essa equipe, e quem você acredita consegue influenciar, extrair o máximo, seguir suas convicções, transmiti-las com segurança, constância e reconhecer a importância desses junto a você.

 

Abra-se, abra seu mundo e permita-se ser conhecido e a se conhecer. Sua motivação será fonte de inspiração aos demais.

 

2.       Não seja autossuficiente

 

Ao ter entendimento do seu perfil, e reconhecimento do que você possui de talentos e habilidades, não tenha medo de mostrar suas fragilidades e como você precisa dessas pessoas, o quanto elas são seus pontos complementares, e serão suas mãos e dedos para conseguir alcançar seus resultados.

 

Sim, pode ser que sozinho você chegue mais rápido, mas juntos realmente chegamos mais longe.

 

Por isso, abra-se e permita que vejam não somente o que você quer mostrar, mas quem você é de verdade.

 

E se preciso for, não se envergonhe em nada, e peça ajuda a profissionais - coaches, consultores de recursos humanos -  que possuem experiência de mapear cenários, equipes- perfis individuais de todos e a soma deles (o que seriam todos vocês juntos) dando a você a visão geral de quem você é, de quem os outros são e como vocês juntos se convergem e divergem, na pluralidade da união.

 

3.       Invista em boas escolhas            

 

Sabendo quem você é, reconhecendo e abrindo suas fragilidades e fortalezas, todo esse processo que começou dentro de você, começa a toma forma como equipe, na hora de escolher essas pessoas.

 

E nesse processo não é apenas necessário entender seus históricos profissionais, suas formações, realizações, mas seus motivos, suas reais motivações - necessidade ou paixão.

 

E entender que numa equipe é necessário ter esses dois elementos.

 

Por isso, quando for contratar pessoas para trilharem esse caminho, esse sonho com você, pergunte a ela: O que te motiva? O que te faz acordar, vir trabalhar, dar o melhor de si?

 

Facilmente por suas respostas, você verá onde estarão calcados seus motivos, razões, vida. E isso te ajudará a entender na caminhada COMO motivá-las, como extrair o melhor delas, como mantê-las produtivas, em alta performance, pois estará falando a linguagem dela, usando do que é valor para ela, você criará a empatia necessária, o rapport, a conexão de mundos - o seu e o dela.

 

Pela minha experiência posso de antemão dizer, não há desenvolvimento, treinamento que corrija uma seleção errada.

 

Pois normalmente esses erros não estão baseados em falta de conhecimento que poderão ser facilmente desenvolvidos, mas em histórias de vida, que formaram caráter, comportamento e hábitos, bem mais complexos.

 

Por isso, invista tempo, cuidado em boas escolhas. Leia, entreviste, conheça bem as pessoas que você chamará para fazer parte do seu sonho.

 

Conheça sua trajetória de vida, o que as motivou em suas escolhas, certamente esse processo ajudará e muito no futuro e te fará poupar tempo e retrabalhos.

 

Finalizando, queria só deixar claro para você que agora entende que a motivação é interna, que o processo de motivar é o processo de cativar.

 

Não vou citar a máxima do pequeno príncipe para concluir, mas apenas te fazer refletir, se essa porta se abre de dentro para fora é preciso que o outro a abra para você.

 

Então, saiba como bater, não será arrombando, quebrando que você cativará, assim, você o manipulará. Mas quando somos fieis a quem somos, abrimos nossa porta e consequentemente, temos o primeiro passo para que o outro se sinta mais à vontade para partilhar do seu mundo.

 

Me inspiro assim, numa frase final do Bernardinho: a vontade de se preparar tem de ser maior que a vontade de vencer. Então, mantenha isso sempre em mente: Conheça a ti, permita-se se abrir, e prepare-se e invista o melhor de você na construção dos seus sonhos, do seu empreendimento.

 

Ingrid Siggelkow



O ponto de vista de uma imigrante sobre o Sonho Americano

O ponto de vista de uma imigrante sobre o Sonho Americano

3 lembretes para se proteger de ataques cibernéticos

3 lembretes para se proteger de ataques cibernéticos