Influenciando pessoas no mercado digital

Influenciando pessoas no mercado digital

Você já leu o livro Como fazer amigos e influenciar pessoas do Dale Carneghie?

 

Se ainda não, recomendo que o coloque como próximo da sua lista urgentemente!

 

Além de ser um conteúdo imprescindível para qualquer empreendedor ou pessoa pública, os ensinamentos de Dale fazem toda a diferença também dentro do nosso mundo e mercado digital.

 

Não quero transformar esse texto em uma resenha e muito menos em um resumo de todas as coisas importantes que você pode encontrar nesse livro.

 

Mas sem dúvida, a maneira como ele aborda a arte de influenciar pessoas vai de encontro com uma pauta pertinente para quem produz cursos online: conhecer o outro e colocá-lo em evidência.

 

E mais do que isso, ao aplicarmos alguns de seus princípios em nossa rotina digital, cumpriremos também alguns dos principais requisitos de etiqueta virtual, no que diz respeito a relação empresa/consumidor.

 

Separei três dos ensinamentos de Dale para analisarmos brevemente aqui, com três objetivos em mente:

. Que você os coloque em prática;

. Te inspire a ler ou reler a obra;

. Te incentivar a colocar em prática a pesquisa profunda e real sobre seu cliente ideal.

 

Vamos lá?

priscila-hinkle-cursos-online.jpg

Torne-se verdadeiramente interessado na outra pessoa

 

Pois é... Fazer pesquisa apenas por fazer, ou conduzir seus processos como verdadeiras investigações na intenção de obter informações que sirvam para manipular outra pessoa, está longe da empatia necessária para influenciar alguém.

E mais longe ainda da linguagem e preocupação humana que um negócio e produto digital deve ter.

 

Quem te acompanha? Quem está do outro lado da tela? O que essa pessoa sabe ou é que pode fazer toda a diferença nos momentos em que você se comunica ou constrói um curso para ela?

 

Coloque essas intenções no topo de suas prioridades ao se relacionar com seu cliente potencial.

 

Além dos benefícios que isso traz para seu produto, ao se relacionar de forma verdadeira e humana com as audiência, você estará, sem dúvida, cumprindo uma importante regra de cordialidade e relacionamento.

 

Fique atento a isso! 😉

 

Seja receptivo as ideias e desejos da outra pessoa

 

Mesmo quando eles são completamente diferentes dos seus.

 

Seja ao lidar com um cliente insatisfeito ou com um hater, o princípio é o mesmo: respeitar essa diferença e fazer isso de forma clara e publicamente quando necessário, vai acrescentar te muitos pontos e trazer uma incrível capacidade de influenciar.

 

Afinal de contas, o seu negócio existe PARA, POR e PELO cliente.

 

Os porquês que te levaram a começar tudo isso, são só seus. Mas você só terá a verdadeira capacidade de realização se conseguir se conectar com o outro da forma correta.

 

E muitas vezes isso significa engolir que, apesar de sua expertise, você pode não saber tudo o que poderia sobre o seu produto. E nem deve.

 

Quem já “sabe tudo” não vai a lugar algum. Portanto, esteja aberto a compreender como as pessoas pensam, e se prepare para entender o que isso pode representar para o seu negócio.


Se há algum segredo de sucesso, ele consiste na habilidade de apreender o ponto de vista da outra pessoa e ver as coisas tão bem pelo ângulo dela como pelo seu.
— Henry Ford

Fale de coisas que interessem a outra pessoa

 

Isso vale para produção de conteúdo dentro e fora do seu curso, mas também para um bate papo informal durante um networking ou mesmo, para dar início a novas parcerias.

 

Nós gostamos de falar sobre o que nos interessa. Você gosta também, pense nisso.

 

Mas uma vez que esteja na posição de responsável por um empreendimento, o que interessa mesmo – novamente – é o outro!

 

 

Como você pode ver, ter um negócio humano, voltado para a experiência e transformação do seu cliente, exige uma dose cavalar de empatia e não julgamento.

 

E uma vez que você consiga colocar isso em prática, vai começar a notar os efeitos e resultados positivos e não vai querer parar.

 

Seu negócio não é sobre você, é sobre outras pessoas, que você ainda nem conhece. Tenha clareza disso sempre!

 

E dica bônus: Sorria! Isso mesmo, sorria! Não somente para as fotos ou vídeos, sorria sempre que estiver conversando com seu cliente, seja respondendo a um comentário, enviando um áudio ou fazendo uma ligação.

 

O sorriso é transformador e tem a capacidade de transmitir confiança e gerar identificação, coisas que abrem grandes portas. E o melhor de tudo, ele pode ser percebido e sentido, mesmo quando ninguém está nos olhando. 😉

 

 

Você já leu esse livro? O que achou? Acrescentaria mais algum princípio que considera pertinente ao nosso mercado digital? Vou gostar de saber! =)

 

 

Abraços,

Priscila



3 formas simples de evitar distrações e se manter em ação

3 formas simples de evitar distrações e se manter em ação

3 hábitos diários para desenvolver a resiliência

3 hábitos diários para desenvolver a resiliência