Quando menos é mais: Eliminando a sobrecarga dos seus alunos

Hora da confissão: Quando entrou no mundo digital pela primeira vez, ainda estava "verde" neste território e pensou em criar um curso on-line, você chegou a ficar desesperado ou com mil e uma ideias mirabolantes pensando em quantas trocentas horas de conteúdo precisaria criar para fazer algo pelo qual pudesse cobrar um valor alto?

 

Ha! Quem nunca?

 

Até eu, que passei a vida profissional inteira no meio de educação à distância com a modalidade on-line pensei isso! Por quê?

 

Porque embora eu soubesse que o conceito era errado, era o que os gurus estavam vendendo. E, no começo, por ser novata no meio do empreendedorismo, pensei que talvez houvesse alguma diferença do que eu fazia no meio acadêmico.

 

Bom, nem preciso te dizer que não demorou muito pra cair a ficha e ver que o que os tais "gurus" de marketing estavam fazendo, propagando esta mentalidade de "Supersize seu McMeal" era completamente errado e boa parte da razão pela qual a maioria das pessoas que compram cursos on-line, deixam seu investimento coletar pó digital na web ou em seus hard drives.

 

Tanto isso é verdade que hoje, até tais gurus reconhecem que menos é mais. Que se querem melhorar a taxa de alunos que completam seus cursos e reduzir as taxas de devoluções, precisam focar mais na transformação que causam do que na quantidade de informação que compartilham.

 

Ninguém quer saber se você é uma cartilha ambulante na sua área de expertise, nem tampouco alguém paga por quantidade. As pessoas pagam por experiências e resultados.

 

Para o nosso azar, infelizmente ainda existem grandes nomes no mercado que adoram "contar vantagem" sobre o fato de seus cursos ou programas terem 50 horas de treinamento ou mais.

 

Portanto, se você ainda está empacado com a mentalidade de que precisa criar horas e horas e horas e horas de conteúdo para poder ter algo que as pessoas considerem valer à pena comprar, este vídeo de hoje é para você. 

Ok, agora que você assistiu o vídeo, seja sincero(a) comigo:

Está mais aliviado(a)? Pode tirar o grande peso das suas costas, focar no que importa, e pensar de forma mais inteligente sobre como criar um curso ou programa que valha cada centavo do investimento dos seus alunos ou clientes?

Espero que sim!



Compartilhe abaixo seus pensamentos a respeito, suas experiências, e se você já caiu nesta armadilha de pensar que precisava ter muito conteúdo para criar um curso que vendesse.

Obrigada por me acompanhar, e te vejo na semana que vem!

Abraços,

Priscila