Quer clientes que pagam? Então seja esse tipo de pessoa!

Quer clientes que pagam? Então seja esse tipo de pessoa!

O que você faz pelo seu negócio?

 

Provavelmente muito, não é verdade?

 

Além das inúmeras funções que você desempenha ao longo do dia, ter um negócio representa se responsabilizar pelas estratégias dos diferentes setores, além de estar constantemente verificando se isso ou aquilo deu certo, corre bem, funciona...

 

Não tenho dúvidas de que você faz muito, mas será que tem feito todo o possível?

 

Conversamos muito aqui no blog sobre estratégias e atitudes que te levam ao cliente ideal, peça essencial e indispensável para para fazer seu curso rodar e tornar seu negócio possível - mas existe um passo que vem antes de todos esses.

 

Antes mesmo de conhecer e encontrar seu cliente ideal, é importante que você aprenda a ser O cliente ideal. Isso mesmo que você leu!

 

Semana passada, uma das minhas turmas da Academia de Cursos Online teve mais uma sessão de coaching em grupo com a querida Chris Brites e ela mencionou algo que cai como uma luva para o que vou te dizer aqui hoje.

 

A Chris nos lembrou que as características que enxergamos nas pessoas geralmente são as mesmas que temos em nós.

 

Por exemplo, se você atribui a alguém qualidades como determinação, foco e inteligência, consegue na verdade enxergar isso, pois também possui essas mesmas forças.

 

E eu acredito que se enxergamos no mundo o que tem dentro da gente, definitivamente, vamos igualmente atrair aquilo que nos é compreensível e familiar, ou seja, atraímos para nós aquilo que somos.

 

E é baseado nisso que tenho um único e grande conselho para você neste momento:

 

Quer clientes que pagam? Então seja esse tipo de pessoa!

 

A premissa do marketing de conteúdo de entregar valor constantemente, pode fazer a nossa cabeça.

 

É comum seguirmos um zilhão de pessoas, ansiosos para sugar tudo que esses experts tem para nos oferecer, esperando jamais precisar colocar a mão no bolso para dar um passo além.

 

Se você é essa pessoa, que se inscreve em todas as listas, workshops, canais, e as vezes ainda manda e-mails para todos buscando respostas para suas perguntas gratuitamente, SEMPRE, como pode esperar que as pessoas invistam em sua solução?

 

Falta congruência nessa atitude, concorda?

 

Então, NÃO SEJA o tipo de pessoa que só quer receber tudo de graça sem investir em nada. Respeite o tempo das pessoas assim como você deseja ou vai desejar ser respeitado pelos seus clientes.

 

E entenda que:


um negócio de sucesso depende de estratégias, táticas e planos sólidos, não de uma costura mal feita com retalhos de dicas gratuitas tiradas daqui e dali.

Fazer isso é literalmente gastar o seu tempo e o tempo das outras pessoas também, por isso fique atento. Tenha consciência de que investimentos SEMPRE serão necessários em diferentes momentos da sua jornada – seja de tempo, esforço ou dinheiro, e na maioria das vezes, de todos esses itens juntos.

 

Seja a mudança que quer ver no mundo e SEJA a pessoa que quer ter como cliente ideal: íntegro, honesto e decisivo.

Agora me conta se isso faz sentido ou não para você, vou gostar de saber! 😉

 

Abraços,

Priscila



O mercado digital no Brasil está saturado?

O mercado digital no Brasil está saturado?

Você oferece preço ou valor?

Você oferece preço ou valor?