Duas formas de dizer NÃO a negatividade

Duas formas de dizer NÃO a negatividade

Numa escala de 0 a 10, o quanto você é bom ou se sente confortável em dizer não?

 

Saber dizer não com tranquilidade, sem tabu, é um grande desafio para a maioria das pessoas e por outro lado, uma característica fundamental de todos que obtém sucesso em algo.

 

Esse é um assunto tão importante que com certeza falaremos sobre novamente em diferentes ocasiões. ;)

 

Por hora, gostaria apenas que você constatasse que, se é difícil dizer não para as pessoas, na mesma medida temos dificuldade em dizer não para hábitos que nem mesmo sabíamos ter.

 

E a negatividade, acredite, é um hábito devastador.

 

É natural confundir negatividade com um sentimento ou emoção, mas na verdade, ser negativo é a capacidade de exprimir uma negação, uma recusa.

 

Já reparou em pessoas que estão sempre reclamando? Sempre evidenciando tudo que não sai como o esperado ao invés de celebrar os pequenos passos? Pois é…

 

Elas estão negando o que há de bom ou belo. E dando prioridade a aspectos de circunstâncias e situações que não que são desfavoráveis.

 

Algumas vezes é até desconfortável ficar perto de pessoas assim, concorda?

 

Mas e quando nós mesmos temos esse comportamento? Como reagir?

 

Melhor ainda: como deixar a nossa própria negatividade realmente de fora do dia a dia?

 

É inevitável ter pensamentos negativos. O que podemos evitar por outro lado é deixar esses pensamentos tomarem conta e se transformarem em palavras e atitudes - o desagradável hábito que acabamos de comentar.

 

O primeiro passo é justamente admitir que tem esses pensamentos e entender que isso está tudo bem.

 

Comece a dizer a si mesmo, sempre que passar por esses momentos: Isso é apenas um pensamento negativo. Ponto.

 

E aliado a isso, busque se cercar de coisas ou pessoas que te inspirem positivamente.

 

Esse é um bom primeiro passo, mas não para por aí. Para dizer não a negatividade é essencial que você:

priscila-hinkle-negatividade-free.jpg

1. Aceite seus erros e fracassos, sem se punir

 

Você PRECISA ser seu melhor amigo.

 

Já reparou como geralmente somos complacentes e pacientes com às pessoas que amamos?

 

Porque então ser duro consigo mesmo, a cada vez que não satisfazemos um objetivo ou padrão, seja nosso ou de terceiros?

 

Do que vai adiantar, por exemplo, ficar remoendo aquela venda que não deu certo e todas outras coisas que saem de modo não tão esperado em seus negócios?

 

É preciso seguir em frente.

 

Aceite seus erros e fracassos e se esforce para entender que cada vez que isso acontece, temos a oportunidade de aprender e mudar.

 

Isso na verdade é uma coisa excelente!

 

Não se deixar dominar por pensamentos negativos de auto punição nesses momentos, fará com que você se sinta mais forte e seguro de si mesmo.


 

2. Relaxe

 

Começamos a dar mais espaço para a negatividade sempre que estamos esgotados de alguma maneira.

 

A correria dos afazeres, o desejo de atingir grandes objetivos e até mesmo a pressão da família para ver nossos resultados dentro do mundo digital podem causar excesso de estresse e ansiedade.

 

Esses estados são a porta de entrada mais larga para o hábito de ser negativo e até tóxico.

 

Começamos a ficar sem paciência e constantemente cansados e um pequeno tropeço na rua se transforma em uma queda no precipício.

 

Não de um valor maior aos contratempo do que eles merecem.

 

Tire um tempo para si, mesmo que seja uma tarde. Relaxe, descanse, se divirta.

 

Faça algo que te “abasteça por dentro” sempre que possível.

 

Isso irá te fortalecer e prevenir que os pensamentos e atitudes negativas tenham mais espaço na sua vida e nos seus resultados, acredite.


 

Só vivemos uma vez, então porque não aproveitar essa oportunidade para encontrar algo de bom em tudo que acontece e utilizar isso para crescer, na vida e nos negócios, concorda comigo?


 

Abraços,

Priscila



Estratégias para dominar o mundo do trabalho

Estratégias para dominar o mundo do trabalho

3 desafios que pessoas bem sucedidas superam

3 desafios que pessoas bem sucedidas superam