All tagged empreendedor digital

Você é uma fraude?

Esse promete ser sem dúvida, O ANO DAS FRAUDES e eu não estou falando isso por causa do ano eleitoral não, estou falando do empreendedorismo de uma forma geral.

 

Sabe essa história de um monte de gente tentando mudar o mundo e a vida das pessoas, ainda que seja o seu próprio mundo e a vida das pessoas que moram de baixo de um teto só? Pois bem, tudo indica que esse ano teremos mais pessoas atingindo esse objetivo.

 

Se tem uma coisa que eu quero te pedir é que você que já está nesse jogo, NÃO PARE.

 

Quanto mais pessoas acreditando que é possível dar certo no mercado digital, mais exemplos nós teremos.

 

Entenda: que você é parte importante nessa mudança silenciosa chamada empreendedorismo.

 

3 fundamentos essenciais para formar um time altamente motivado

Trabalhei por 15 anos em RH de empresas grandes e um dos meus papéis era recrutar profissionais e formar times de alta performance.

 

Durante esse período uma coisa era certa, todo gestor queria muito acertar e colher a grata experiência de conviver e receber os frutos de ter um time de talento.

 

Posso te dizer que vi equipes se formarem e alcançarem níveis de excelência no que faziam, mas também vi gestores com dificuldades, dentre elas, a de lidar com profissionais desmotivados.

 

Quando começamos a falar sobre motivação é importante entender um elemento a respeito disso, estamos falando de uma porta que se abre de DENTRO para fora. Motivação é ter um motivo que leva, que impulsiona a ação, um motivo que leva um indivíduo a agir, a fazer acontecer.

 

E ter uma equipe motivada parte de dois princípios básicos: autoconhecimento e conhecimento. Autoconhecimento para entender o gestor somos - nossas fortalezas, mas também nossas oportunidades de desenvolvimento.

O empreendedorismo digital é para você?

Você está interessado em criar um curso online, construir um negócio digital sólido, sustentável e de sucesso. E nesse exato momento pode estar em dois pontos diferentes do caminho.

 

Se está iludido com a fantasia de atingir o mundo todo em segundos e fazer milhões da noite para o dia, fique comigo até o final do texto. Você vai descobrir que não é bem assim e entender se está ou não no melhor mercado para você.

 

Se já viu que a realidade não é bem essa e está na dúvida sobre ter a disposição e os requisitos necessários para fazer isso dar certo, continue comigo também, para encontrar essa resposta. 😉

 

Responda as perguntas a seguir, e descubra ao final do texto se o empreendedorismo digital é para você!

Empreendedorismo Digital: você veio para FICAR?

Constantemente escuto que o mercado do empreendedorismo digital no Brasil está saturado.

 

E isso não é verdade!

 

Tem muita gente explorando esse novo mundo? Sim!

 

Tem muita gente explorando esse novo mundo, empenhado para entregar o máximo de qualidade, resultado e transformação para seu cliente – e disposto a pagar o preço que isso exige?

 

Bom, você provavelmente já sabe qual é a minha resposta... (se não sabe, a resposta é NÃO).

 

Mas então porque temos essa constante impressão de que todo mundo está entrando para o empreendedorismo digital?

4 erros FATAIS dos Empreendedores Digitais

Que errar é humano e que todo mundo erra, você definitivamente já sabe. Mas e se tivesse como evitar certos erros? Você escolheria errar ainda assim?

 

Eu realmente espero que a resposta seja NÃO. Pois além de indicar que você está realmente comprometido com o sucesso seu e do seu negócio, essa resposta te colocaria no exato lugar em que deveria estar hoje: aqui comigo, lendo esse texto! =)

 

Vou te contar os quatro principais erros que empreendedores digitais cometem e que são grandes responsáveis por colocar um prazo de validade na empresa deles.

Você tem baixas expectativas com seu negócio?

"O Brasil está em crise." "As pessoas não compram." "Não dá pra competir com fulano; ele tem mais talento, expertise, experiência." "Não tenho dinheiro para investir adequadamente." "Não tenho ajuda de ninguém." "Tem gente precisando mais do que eu..."

Reconhece alguma das frases acima? 

É bem provável que você já tenha utilizado ou ouvido algumas delas (e similares) como argumento para o que não dá certo, e até mesmo para nem se colocar em ação. Parece mais fácil dessa maneira. 

Mas não é. Especialmente em longo prazo.

Quais perguntas nada confortáveis você deve se fazer

Com certeza você alguma vez já se pegou dizendo "se olha no espelho", "olha pro seu próprio umbigo", ou alguma variável dessas máximas que remetes a auto-reflexão.

Está tudo muito bem trazer esse tipo de lembrete à tona quanto o problema parece estar com O OUTRO, mas e quando o problema é unicamente nosso? Será que temos sempre a coragem de enfrentar a realidade de cara e fazer o que é necessário para mudar o jogo?

Essa pergunta só cabe a cada um responder. Mas, da minha parte, sei que a resposta não é sempre "sim." Como qualquer ser humano falho, também tenho meus momentos de fraqueza e de achar que é mais fácil "empurrar com a barriga", "tapar o sol com a peneira", e não fazer o esforço para mudar.

Você está falando "humanês" com sua audiência?

Você está falando a língua da sua audiência? Seus potenciais clientes já sabem exatamente como você ou seu produto pode ser útil, e até mesmo indispensável na vida deles? Você realmente conhece as pessoas que te seguem?

Essas são perguntas que devemos fazer para identificar se já estamos fluentes—ou ao menos trabalhando para isso—no principal idioma do empreendedorismo: o Humanês.

Ao contrário do Português, que é uma das várias línguas românicas originadas do Latim, o Humanês é uma língua de origem 100%... adivinhe, adivinhe... 

A morte dos info-produtos

Apesar de o empreendedorismo digital ser relativamente novo aqui no Brasil, ele já atingiu um número considerável de consumidores, que hoje estão cada vez mais educados a buscar uma coisa: transformação.

E o infoproduto, por si só, ainda que seja extremamente bem elaborado, não tem o poder de realizar transformações.

Ele apenas informa, diz que algo existe, conta como funciona, mas não faz o principal: estender a mão para o cliente e traze-lo para a ação.

Você está empacado com mentalidade de vítima?

É comum sucumbir ao cansaço de tantas lutas diferentes da rotina e acabar por sentir pena de si mesmo, enxergar que todo o mundo avança, brilha ou tem sucesso, enquanto você pensa que não consegue nem dar um passo do tamanho da perna.

Veja bem, eu disse que é comum, mas está longe de ser normal, ou ainda, saudável.

Na verdade, uma das coisas que separam aquelas pessoas bem sucedidas, que você admira ou acompanha, das pessoas medianas, é justamente essa mentalidade de vítima, que você deve evitar a qualquer custo!

Razões poderosas para cobrar caro pelos seus cursos

Você já olhou para outros coaches ou empreendedores de sucesso e pensou consigo mesmo: "Eu adoraria para cobrar preços mais altos como eles, mas eu estou com tanto medo dele! Já não tenho clientes cobrando barato como cobro, se aumentar meus preços imagine como vai seria!"?

Há também o pensamento comum, "O que as pessoas vão pensar de mim se eu cobrar preços elevados?" e "Os preços elevados significa que eu não estou ajudando um monte de gente. Não, não posso fazer isso. Não sou elitista!"

Todos esses pensamentos são bastante normais, especialmente para quem empreende nos mundos de coaching, consultoria e mentoria. No entanto, o fato desses pensamentos afligirem tantas pessoas—em particular, aqueles que não estão indo bem em seus negócios—não significa que você não deva questioná-los.

O que é mindset, e como mudar ou fortalecê-lo?

Ah, mindset!

Certeza absoluta que você já escutou essa palavra sendo usada pra lá e pra cá. 

Talvez você seja um daqueles que ironiza, pensando, "Essa galera que só fala de mindset e evangelho da prosperidade é doida." Talvez você seja adepto e acredite, pensando, "Mindset é mesmo tudo." E talvez ainda você seja uma daquelas pessoas que não tem ideia alguma do que essa palavra realmente signifique e porque ela é tão importante para o seu sucesso.

Competição ou ambição: Qual melhor opção para seu negócio?

Já imaginou que a forma como você usa a competição ou a ambição, gera impactos positivos ou negativos em seu negócio, e até mesmo em sua vida pessoal?

Talvez você esteja se perguntando: "Mas Priscila, não se trata da mesma coisa?"

E eu te digo que não! Existem diferenças entre ambas, e justamente por elas não serem mutuamente exclusivas, posso afirmar que, para o empreendedor, ter ambição pode ser muito melhor do que ser competitivo.

Entenda a diferença entre competição e ambição, e saiba como isso pode te auxiliar a ter o mindset de um empreendedor de sucesso.

A conexão que determina seu sucesso ou fracasso ao criar um curso

Existe UM fator que muitas pessoas ignoram ou subestimam quando decidem se emprenhar no seu processo de criação de um curso, e que faz toda a diferença no seu sucesso OU fracasso nesta jornada. Este mesmo fator também está ligado ao seu sucesso pessoal e profissional.

Sabe o que é?

Bem, neste vídeo e post de hoje, vou revelar este fator para você. Desta forma, poderá usar este conhecimento a seu favor para fazer com que o sucesso seja aquilo que colhe como resultado dos seus esforços.