All tagged marketing digital

Como tornar sua competição irrelevante

Hoje eu estou aqui para falar com você, empreendedor digital que já criou ou está criando cursos e produtos online nos quais está ensinando outras pessoas.


​​​​​​​Que já colocou a mão na massa e está dando passos em busca de mais resultados ainda.


Eu tenho uma pergunta muito poderosa para te fazer.


você está aprendendo tudo o que pode sobre marketing digital? Excelente! Isso vai te ajudar nas suas vendas.


Mas e o seu produto? Essa é a pergunta poderosa ;)


Já parou para pensar na possibilidade de investir algum tempo e dinheiro indo também a conferências e eventos relacionados especificamente a aprendizado e até mesmo aprendizado online?


Ambição não é uma palavra suja

Diferente da cultura americana, onde ambição é uma qualidade considerada digna e importante, no Brasil existe o hábito errôneo de confundir ambição com ganância.

 

De modo bem simples, ganância está mais para sede de poder e dinheiro, custe o que custar.

 

Já ambição diz respeito ao desejo e trabalho para chegar ao próximo nível. Não importa em qual setor de sua vida.

 

Dito dessa forma, você consegue imaginar um negócio bem sucedido, sem um empreendedor ambicioso em sua liderança?

Você tem um negócio ou tem esperanças?

Sabe aqueles dias em que você não acorda tão bem ou inspirado e faz tudo “do jeito que dá”?

 

Geralmente, nesses dias, até mesmo caprichar no visual se torna pesaroso, e se tiver a oportunidade, é bem provável que seu pijama seja o look ideal.

 

Pois bem... Nos negócios, se mover apenas por inspiração, não funciona!

 

Claro que estar inspirado é ideal e importante, mas se esse for o único combustível que injeta na construção do seu curso online, ou na administração do seu empreendimento, então você não tem um negócio, tem esperanças.

O empreendedorismo digital é para você?

Você está interessado em criar um curso online, construir um negócio digital sólido, sustentável e de sucesso. E nesse exato momento pode estar em dois pontos diferentes do caminho.

 

Se está iludido com a fantasia de atingir o mundo todo em segundos e fazer milhões da noite para o dia, fique comigo até o final do texto. Você vai descobrir que não é bem assim e entender se está ou não no melhor mercado para você.

 

Se já viu que a realidade não é bem essa e está na dúvida sobre ter a disposição e os requisitos necessários para fazer isso dar certo, continue comigo também, para encontrar essa resposta. 😉

 

Responda as perguntas a seguir, e descubra ao final do texto se o empreendedorismo digital é para você!

4 erros FATAIS dos Empreendedores Digitais

Que errar é humano e que todo mundo erra, você definitivamente já sabe. Mas e se tivesse como evitar certos erros? Você escolheria errar ainda assim?

 

Eu realmente espero que a resposta seja NÃO. Pois além de indicar que você está realmente comprometido com o sucesso seu e do seu negócio, essa resposta te colocaria no exato lugar em que deveria estar hoje: aqui comigo, lendo esse texto! =)

 

Vou te contar os quatro principais erros que empreendedores digitais cometem e que são grandes responsáveis por colocar um prazo de validade na empresa deles.

Haters: como lidar com eles?

“Haters gonna hate” – já dizia a banda 3LW lá em 2001.

 

(Nota: caso você esteja se perguntando quem no mundo 3LW são ou foram, só posso responder dizendo: coisas que caem na Internet ficam para sempre – é incrível o que podemos encontrar nela rsrs).

 

Se você está construindo seu negócio digital, com certeza já observou a existência de pessoas bem particulares nesse universo.

 

Seres que ao invés de buscarem transformar o mundo a sua volta em um lugar melhor, dedicam seu tempo a perturbar e incomodar todos os outros mortais que estão ocupados demais com suas próprias vidas.

 

Exatamente. Estou falando dos famosos (mas não queridos) haters! Se você ainda não lidou com eles, saiba que eventualmente eles vão aparecer, tão certo quanto o sol vem pela manhã. Haters são reais e fazem parte.

Conteúdo é mesmo rei?

Não. Conteúdo não é rei.

Até porque, um negócio digital está longe de ser algo que possa ser comparado a uma monarquia. Ter um negócio digital de sucesso requer muito mais do que dar atenção e foco em um ponto considerado importante – ou rei – e deixar os demais pontos ao acaso.

Um empreendimento sustentável começa a acontecer quando encontramos o equilíbrio em evidenciar, priorizar e executar tudo aquilo que é necessário, seja para o próprio negócio em si, seja para o público que atendemos.

Você está falando "humanês" com sua audiência?

Você está falando a língua da sua audiência? Seus potenciais clientes já sabem exatamente como você ou seu produto pode ser útil, e até mesmo indispensável na vida deles? Você realmente conhece as pessoas que te seguem?

Essas são perguntas que devemos fazer para identificar se já estamos fluentes—ou ao menos trabalhando para isso—no principal idioma do empreendedorismo: o Humanês.

Ao contrário do Português, que é uma das várias línguas românicas originadas do Latim, o Humanês é uma língua de origem 100%... adivinhe, adivinhe... 

Como se diferenciar de competidores que estão à sua frente

“Você não é todo mundo!”

Já ouviu sua mãe dizendo isso (incontáveis vezes)? Pois saiba que ela estava certinha!

E ‘não ser todo mundo’ é justamente um dos ingredientes que te destaca entre seus concorrentes, independente do seu nicho de atuação.

A resposta para a pergunta do título – como se diferenciar dos competidores que estão a sua frente – é justamente essa: Seja autêntico. Se beneficie da maravilha que é ser você mesmo!

Quando menos é mais: Eliminando a sobrecarga dos seus alunos

Hora da confissão: Quando entrou no mundo digital pela primeira vez, ainda estava "verde" neste território e pensou em criar um curso on-line, você chegou a ficar desesperado ou com mil e uma ideias mirabolantes pensando em quantas trocentas horas de conteúdo precisaria criar para fazer algo pelo qual pudesse cobrar um valor alto?

Ha! Quem nunca?

Até eu, que passei a vida profissional inteira no meio de educação à distância com a modalidade on-line pensei isso! Por quê?

Porque embora eu soubesse que o conceito era errado, era o que os gurus estavam vendendo. E, no começo, por ser novata no meio do empreendedorismo, pensei que talvez houvesse alguma diferença do que eu fazia no meio acadêmico.

O valor de comunidades em cursos on-line

Você já pensou em como criar mais valor para o seu curso online?

A inclusão de comunidades faz um diferencial enorme nos seus cursos, mas é preciso saber como fazer isso da maneira correta.

Porque comunidades não acontecem sozinhas. Requerem trabalho.

Se você já comprou algum curso online antes, talvez já tenha passado pela experiência que eu já passei com os cursos que comprei no passado, onde os criadores do curso incluíam um grupo de Facebook como “bônus,” ressaltando o valor de comunidades e quanto você se beneficiaria com aquilo.

O que cada lição do seu curso deve ter?

Você já ficou empacado alguma vez tentando descobrir o que colocar dentro de cada módulo ou lição do seu curso online?

Se sim, saiba que não está sozinho nesse sofrimento. Muitas pessoas já foram (e ainda vão ser) afetadas por este mesmo dilema.

A resposta, contudo, é mais fácil do que você imagina. E, curiosamente, você pode achar essa resposta ao se fazer 3 perguntas-chave durante o processo de criação do seu curso.

Como conhecer seu público alvo

Tenho certeza que você já ouviu isso antes: é preciso analisar a sua audiência antes de criar um produto ou serviço.

É realmente importante. Você precisa ter certeza de que o que está prestes a criar vai, de fato, ajudar as pessoas.

Entender sua audiência e suas necessidades te permite atender à demanda e criar algo de valor.

Porque se não atender a uma necessidade, ninguém vai comprar nada. E sem vendas, você acaba tendo um hobby muito caro, ao invés de um negócio lucrativo.

Como criar atividades efetivas para seu curso?

Você já se perguntou por que, ou como, deveria incluir elementos de maior interatividade nos seus cursos?

A inclusão de atividades eficazes faz com que seus alunos realmente aprendam e não simplesmente processem informação. 

Porque, simplesmente receber informação não significa aprender. E simplesmente passar informação também não significa ensinar…

Esse mito (de que dar informação = ensinar e receber informação = aprender) que tantas pessoas nesse meio digital perpetuam me deixa de cabelos em pé porque se fosse assim fácil ensinar, qualquer um poderia ser professor de qualidade. 

Não, eu não sou elitista. Sou realista.

Evite esse erro comum ao traçar metas

Se você é como eu e a maioria das pessoas, então já traçou alguma meta na sua vida antes—seja lá qual tenha sido o tipo de meta.

E se você também é como a maioria das pessoas, as chances são grandes que você está cometendo um erro muito comum ao iniciar esse processo.

Erro este que faz uma diferença gigantesca.

E acredite, sei disso porque já passei por essa experiência e aprendi essa lição da maneira mais difícil.

Volume não significa valor

Há muita conversa por aí sobre agregar valor para os seus cursos e programas on-line. E concordo completamente com o conceito. Fornecer mais valor do que você recebe é uma parte crítica da gestão de um negócio bem sucedido on-line.

Mas há uma linha muito fina entre agregar valor e acrescentar confusão quando se trata de aprendizagem on-line.

Um passo em falso e você reverte a balança em em favor da confusão.