All tagged mindset

Você toma para si a responsabilidade por sua vida?

Dez ou onze anos atrás quando comecei a conhecer o mundo do desenvolvimento pessoal de coaching, tive a oportunidade de ler um livro chamado The Compound Effect de Darren Hardy (não sei se já existe traduzido para o português, na época não havia).


Nesse livro, Darren contava uma estória muito poderosa, que ocorreu quando ele estava com 18 anos. Nesse período, ele foi em um seminário do Brian Tracy, um dos caras mais famosos no mundo de coaching por aqui.


Como escolher entre o desespero e a possibilidade?

​​​​​​​Quantas vezes você já se sentiu frustrada, talvez desesperada até, por não conseguir alcançar as expectativas que outras pessoas tinham de você ou talvez suas próprias expectativas consigo mesma?


Então quero compartilhar um segredo que vai fazer toda diferença em sua vida quando essa frustração acontecer: se dê uma nota 10.


Isso mesmo. Só que o contexto dessa nota 10 é um pouco diferente das notas que você recebia lá na escola, por exemplo. Vou te explicar:

Você tem coragem de fazer o que precisa?

Coragem. Quantas vezes você já não usou essa palavra para dizer que não pode fazer algo porque te falta coragem?


É possível que você já tenha falado coisas assim: “Ah! Eu não posso fazer isso, eu não tenho coragem”, “Ah! Eu não posso fazer aquilo, eu não tenho coragem”.


Mas a realidade é que nós não precisamos viver uma vida corajosa como pensamos ou como muitas vezes fomos ensinados.


Você ou seu negócio? Qual o melhor investimento?

Se você tivesse que escolher entre desenvolver os seus negócios ou a sua pessoa, sua liderança, qual dessas escolheria?


Essa é uma pergunta que geralmente causa confusão em quem está começando a empreender e até mesmo em algumas pessoas que já tem um certo tempo de estrada.


Nesses casos, a resposta para isso pode parecer um pouco surpreendente, especialmente a primeira vista, mas se você me acompanhar na linha de raciocínio abaixo, verá que na verdade, faz todo sentido.


A resposta certa aqui é: você deve sempre priorizar trabalhar, investir e desenvolver a si mesmo, em primeiro lugar. Por que?

Mude suas crenças, mude sua vida

Mude as suas crenças e mude a sua vida... Você acredita nisso? Tem muita gente que não acredita.


Posso falar por mim que em várias ocasiões pensei o quanto isso é algo muito fácil para se dizer, porém, é extremamente difícil na prática.


E foi quando conheci a história do Roger Bannister, atleta americano cujo feito vou compartilhar com você agora.


A história dele é um exemplo concreto do quanto é possível nossa mente nos limitar ou então, nos fazer voar.


Cuidado com o Grinch! Ele é o ladrão de sonhos

Sonho não é uma imagem toda colorida, cheia de estrelinhas e purpurina.

 

Não é fantasia muito menos imaginação. Sonho é aquilo que você tem vontade de fazer e às vezes guarda lá no íntimo.

 

Talvez seja um sonho antigo que nasceu com uma sementinha lá na infância ou um sonho novo, ganho da maturidade que você adquiriu com os anos.

 

Pode ser um carro, uma viagem ou simplesmente uma bela semana de descanso, se desconectando para recarregar, afinal, vivemos em uma sociedade extremamente conectada e dependente de recursos tecnológicos.

 

E acrescente um ‘plus’ a isso se você tem um negócio digital, hehe.

 

2 jeitos de lidar com a mudança

Como lidar com a mudança?

 

Essa talvez seja a pergunta de ouro que nós nem percebemos. Pois nessa caminhada dentro empreendedorismo digital o que mais queremos é mudança, não é?

 

Mas e quando ela acontece? Estamos preparados para lidar com isso?

 

Mudar é preciso, conversamos sobre isso há algum tempo. Só que algumas mudanças, definitivamente não estão sob nosso domínio. Acontece.

 

Você está preparado para lidar com isso? Ou talvez já esteja lidando e nem mesmo tenha percebido?

Como saber a hora de MUDAR?

Gosto de pensar que empreender é a arte de transformar a vida de pessoas, inovando e ganhando dinheiro enquanto se faz isso.

 

Definitivamente, não é uma tarefa fácil. E menos fácil ainda é empreender no mundo digital, especialmente no Brasil de hoje.

 

É inegável que a cultura de comprar virtualmente já é uma realidade brasileira, mas trabalhar com isso ainda pode despertar a desconfiança de familiares, amigos e colegas profissionais.

 

É a tal solidão empreendedora que alguns gostam de chamar, mas penso que vai muito além disso.

 

Desbravar esse novo mercado, significa fazer história, descobrir-se como empreendedor, e ditar o que será feito no futuro, dentro do mundo digital e dentro do seu segmento.

Ambição não é uma palavra suja

Diferente da cultura americana, onde ambição é uma qualidade considerada digna e importante, no Brasil existe o hábito errôneo de confundir ambição com ganância.

 

De modo bem simples, ganância está mais para sede de poder e dinheiro, custe o que custar.

 

Já ambição diz respeito ao desejo e trabalho para chegar ao próximo nível. Não importa em qual setor de sua vida.

 

Dito dessa forma, você consegue imaginar um negócio bem sucedido, sem um empreendedor ambicioso em sua liderança?

3 hábitos diários para desenvolver a resiliência

Você acompanhou minha Live dessa semana com a coach Nicole Tomazella? Dialogamos sobre o tópico suicídio e Setembro Amarelo.

 

Esse foi um mês de perdas no empreendedorismo digital, infelizmente.

 

Não há nada que possamos fazer para modificar o que já foi feito, mas desejo sinceramente que nossa realidade possa ser diferente daqui para frente.

 

Constantemente enfrentamos batalhas silenciosas e somos os únicos com capacidade para reverter o jogo.

 

A resiliência é uma importante característica que nos auxilia a seguir em frente, mesmo quando parece não existir tantos motivos para isso.

5 passos para sua melhor versão

Já ouviu aquela frase, “você nunca chegará ao próximo nível, fazendo as mesmas coisas que faz hoje?”

 

Isso é bem verdade. É importante que você reconheça e valorize as conquistas que já fez até aqui, mas é importante saber também que para ir além, é preciso fazer mais.

 

E esse mais, começa com alguém que supostamente deveríamos conhecer muito bem. Nós mesmos.

3 dicas para ser consistente e ter mais sucesso

Consistência é uma palavra bonita para expressar o processo das nossas atitudes que se transformam em hábitos.

 

É extremamente importante ser consistente para obter sucesso em algo, mas também é verdade que temos consistência em diversas coisas que, a longo prazo, trazem sérios danos ou consequências.

 

Há algumas semanas, conversei com minha lista de transmissão no Whatsapp sobre o poder da Consistência – uma palavra não tão “sexy” de praticar – mas extremamente fundamental para o sucesso.

Empreendedorismo Digital: você veio para FICAR?

Constantemente escuto que o mercado do empreendedorismo digital no Brasil está saturado.

 

E isso não é verdade!

 

Tem muita gente explorando esse novo mundo? Sim!

 

Tem muita gente explorando esse novo mundo, empenhado para entregar o máximo de qualidade, resultado e transformação para seu cliente – e disposto a pagar o preço que isso exige?

 

Bom, você provavelmente já sabe qual é a minha resposta... (se não sabe, a resposta é NÃO).

 

Mas então porque temos essa constante impressão de que todo mundo está entrando para o empreendedorismo digital?

Você sabe vender, quando não está vendendo?

Você está com seu curso online pronto. Criou uma lista, consolidou audiência, já leu mais materiais sobre venda do que consegue se lembrar – e finalmente se sente preparado para entrar no “jogo” e começar a vender.

 

Afinal de contas, já tem tudo o que precisa, certo?

 

Errado.

 

Não, não sou nenhuma maluca que deseja contrariar a ordem natural das coisas no mundo dos negócios, onde o processo de venda, desde sempre, é formado pelo cálculo produto + cliente = venda.

 

Mas se você considera que é SÓ isso, provavelmente deixará de ganhar muitos clientes no caminho.

Haters: como lidar com eles?

“Haters gonna hate” – já dizia a banda 3LW lá em 2001.

 

(Nota: caso você esteja se perguntando quem no mundo 3LW são ou foram, só posso responder dizendo: coisas que caem na Internet ficam para sempre – é incrível o que podemos encontrar nela rsrs).

 

Se você está construindo seu negócio digital, com certeza já observou a existência de pessoas bem particulares nesse universo.

 

Seres que ao invés de buscarem transformar o mundo a sua volta em um lugar melhor, dedicam seu tempo a perturbar e incomodar todos os outros mortais que estão ocupados demais com suas próprias vidas.

 

Exatamente. Estou falando dos famosos (mas não queridos) haters! Se você ainda não lidou com eles, saiba que eventualmente eles vão aparecer, tão certo quanto o sol vem pela manhã. Haters são reais e fazem parte.

Quais seus objetivos e metas para o próximo ano?

Você percebe que está se tornando um empreendedor de sucesso, quando não só se coloca em ação e os negócios caminham – mas também, quando as transformações, especialmente as positivas alcançam sua vida pessoal.

Isso mesmo!

(E que fique claro, que não estou falando exatamente de dinheiro ou enriquecimento, nesse momento. Claro que a parte financeira é importante e necessária, entretanto, como já falei em outras oportunidades, o dinheiro é uma consequência do sucesso, e não o próprio sucesso em si).

Quais perguntas nada confortáveis você deve se fazer

Com certeza você alguma vez já se pegou dizendo "se olha no espelho", "olha pro seu próprio umbigo", ou alguma variável dessas máximas que remetes a auto-reflexão.

Está tudo muito bem trazer esse tipo de lembrete à tona quanto o problema parece estar com O OUTRO, mas e quando o problema é unicamente nosso? Será que temos sempre a coragem de enfrentar a realidade de cara e fazer o que é necessário para mudar o jogo?

Essa pergunta só cabe a cada um responder. Mas, da minha parte, sei que a resposta não é sempre "sim." Como qualquer ser humano falho, também tenho meus momentos de fraqueza e de achar que é mais fácil "empurrar com a barriga", "tapar o sol com a peneira", e não fazer o esforço para mudar.

Não aceite NÃO como resposta!

O artigo de hoje não se trata de uma fórmula mágica ou de encorajamento para que você torture e persiga as pessoas até que elas lhe deem o que você quer ou precisa. Não!

Vou falar com você sobre a importância de não dizer NÃO a si próprio, perante as dificuldades e desafios de empreender seu próprio negócio – especialmente no mundo digital.

Graças a empreendedores “sensacionalistas” que vendem info-produtos baseados na chamada de que é possível fazer milhões saindo do zero, da noite para o dia, e que sua vida profissional e financeira pode se transformar em um piscar de olhos ao ‘simplesmente’ criar um negócio digital – surgiu uma maré de pessoas que começam a empreender e acabam desistindo, pois se deparam com diversos fatores não tão agradáveis, e que não são tão claramente divulgados nos belos contos do empreendedorismo digital.

Como se diferenciar de competidores que estão à sua frente

“Você não é todo mundo!”

Já ouviu sua mãe dizendo isso (incontáveis vezes)? Pois saiba que ela estava certinha!

E ‘não ser todo mundo’ é justamente um dos ingredientes que te destaca entre seus concorrentes, independente do seu nicho de atuação.

A resposta para a pergunta do título – como se diferenciar dos competidores que estão a sua frente – é justamente essa: Seja autêntico. Se beneficie da maravilha que é ser você mesmo!

Você está empacado com mentalidade de vítima?

É comum sucumbir ao cansaço de tantas lutas diferentes da rotina e acabar por sentir pena de si mesmo, enxergar que todo o mundo avança, brilha ou tem sucesso, enquanto você pensa que não consegue nem dar um passo do tamanho da perna.

Veja bem, eu disse que é comum, mas está longe de ser normal, ou ainda, saudável.

Na verdade, uma das coisas que separam aquelas pessoas bem sucedidas, que você admira ou acompanha, das pessoas medianas, é justamente essa mentalidade de vítima, que você deve evitar a qualquer custo!