Você tem coragem de fazer o que precisa?

Você tem coragem de fazer o que precisa?

Coragem. Quantas vezes você já não usou essa palavra para dizer que não pode fazer algo porque te falta coragem?


É possível que você já tenha falado coisas assim: “Ah! Eu não posso fazer isso, eu não tenho coragem”, “Ah! Eu não posso fazer aquilo, eu não tenho coragem”.


Mas a realidade é que nós não precisamos viver uma vida corajosa como pensamos ou como muitas vezes fomos ensinados.


Nós precisamos ter coragem por apenas 20 segundos antes de fazer algo. Isso mesmo. Você precisa ter coragem por 20 segundos para:


- Fazer aquela ligação que pode fazer toda a diferença na sua carreira

- Ir até aquele círculo estranho de pessoas numa festa e se introduzir a cada uma delas

- Ter aquela conversa séria com uma pessoa que você precisa tirar da sua vida

- Pular naquela piscina, lago, rio ou mar onde a água está fria ou congelante

- Ter aquela conversa difícil com alguém que tem pisado na bola com você

- Levantar a mão e se voluntariar para ir até o palco

- Dizer não aquela maré de pessoas que estão dizendo sim, sabendo que aquilo pode te transformar na persona non grata do ambiente

- Decidir de parar de brigar com seu cônjuge, namorado ou namorada, com seu amigo, com seu familiar. 20 segundos para deixar de querer ser certo e começar a fazer o que é certo naquela situação.


Todos esses atos são difíceis até aqueles 20 segundos que o antecedem, quando você vai e entra em ação. Depois que esses vinte segundos acabam, tudo fica mais fácil.


O medo é uma ilusão e ilusão só pode existir quando não existe a realidade. Ou seja,  quando você está ali no momento e dá de cara com a realidade, o que era ilusão, acaba dissipando.


O medo geralmente aparece quando estamos antecipando uma experiência, não quando estamos vivenciando ela.

BRASIL_Pinterest_4 (13).jpg


Uma excelente amostra disso foi o estudo realizado pela Universidade de Massachusetts, onde eles analisaram os batimentos cardíacos de um grupo de pessoas que iam saltar de paraquedas.


Durante o processo, observaram que conforme o avião foi subindo e chegando próximo do ponto mais alto onde todos iriam pular, o batimento cardíaco de cada um foi ficando mais rápido, até segundos antes deles pularem.


Entretanto, quando eles pularam de verdade, aconteceu algo surpreendente: o batimento cardíaco caiu completamente. E porque isso? Porque o que nos deixa estressados de verdade não é a situação em si, é a antecipação, a ilusão daquilo que pode acontecer.


O estudo concluiu que quando nós entramos na realidade, quando estamos naquele momento, a ilusão vai embora, ela se dissipa completamente.


Logo deixa de ser uma questão de medo ou coragem e passa a ser uma questão de entrar em ação e lidar com as consequências.


E o que fazer quando você se depara com aquela parede do medo?


Meu conselho é que você faça exatamente aquilo que não quer fazer. Desligue o seu cérebro, feche os olhos, respire fundo se for necessário e corra com toda velocidade na direção daquilo que não quer fazer.


Mesmo que metaforicamente, independente da situação, arranque o band-aid, vá lá e faça! Dessa forma você vai estraçalhar a sua parede do medo em menos de vinte segundos.


O que pode acontecer se você fizer apenas uma vez, aquela coisa que teme ou tem medo em todos os dias da sua vida? Como isso multiplicaria o seu sucesso, o seu estilo de vida,  e por que não, sua proeminência em seu mercado?


Se desafie: faça uma coisa que você tem medo. Faça hoje, sinta aquele medo por 20 segundos e faça mesmo assim. Sua visão sobre si mesmo vai evoluir depois disso e será só o começo.


Vai ver o quanto é capaz de superar e alcançar. Então, não perca tempo. Vai lá e faz.


Abraços,

Priscila



A importância da integridade na criação de cursos online

A importância da integridade na criação de cursos online

Ladrão de tempo ou vida: será que você é um desses?

Ladrão de tempo ou vida: será que você é um desses?